19/04/2021 às 08:26 Curiosidades

4 Dicas Para Fotografar (De Forma Segura) Na Pandemia

109
4min de leitura

4 Dicas Para Fotografar (De Forma Segura) Na Pandemia

Se você não vive em um mundo paralelo ou negacionista, você sabe que estamos em um período pandêmico que há muito tempo não era visto. Particularmente tanto a minha geração como a dos meus pais não passou por algo parecido.

Mesmo parecendo um enredo de filme de terror B, com conflitos sobre usos e descobertas científicas em contrapartida aos achismos e fake news que são tão espalhadas nos dias atuais, nós estamos às portas de uma conclusão, por hora negativa (com UTIs lotadas) ou positiva (possibilidade de vacinação).

A doença está aí, e o empenho para conseguir continuar em frente com todos os cuidados necessários é ao que precisamos nos agarrar.

Neste texto de hoje gostaria de sinalizar algumas dicas para conseguir fotografar, ou ser fotografado, nos momentos menos críticos desta pandemia, procurando a melhor forma de isso acontecer com toda segurança e cuidado.

Então vamos para as dicas:

Dica 1 - Use máscara o  tempo todo

Sabe-se que as máscaras funcionam como uma barreira para a liberação de gotículas no ar quando falamos, tossimos ou espirramos. Seu uso em locais onde estão outras pessoas é muito importante, pois protege as pessoas à sua volta.

Por esse motivo o fato de você usar mostra a sua preocupação com estas pessoas.

No caso do fotógrafo, mostra como você entende que contar a história de seu(s) fotografado(s) é mais importante do que a sua liberdade de ficar sem a máscara.

Particularmente não gosto de usar máscara, mas sinceramente meu gosto é insignificante ao momento e necessidades que estamos vivendo. Então, use máscara!

Dica 2 – Permaneça com distanciamento social entre você e seu cliente

Ao usar a máscara e manter o distânciamento de, pelo menos, 1,5m de distância de quem você está fotografando a chance de contágio é muito diminuída.

Geralmente, em um ensaio ou eventos mais íntimos, o fotógrafo tem a liberdade de se aproximar mais das pessoas que estão sendo fotografadas, porém nos dias atuais essa aproximação física pode ser adaptada com o uso de uma lente que pode ser usada a uma distância maior.

Talvez essa dica seja a menos incômoda aos fotógrafos em geral, pois já é algo que poderia ser uma rotina em seus trabalhos.

Gosto de me aproximar dos casais que fotográfo, mas também sei que há um espaço invisível que não estou permitido a ultrapassar. O que faço hoje em dia é imaginar que esse espaço invisível é a distância necessária para manter a distância mínima confortável para que possamos continuar com nossos cuidados, evitando riscos desnecessários.

Dica 3 – Procure locais abertos e sem aglomerações

Quem me conhece sabe que não sou muito fã de fotografar em estúdio, porém sempre gostei de locações com arquitetura diferenciada. Porém, hoje em dia, tenho escolhido apenas locais externos, abertos e sem aglomerações. Também tenho orientado a presença de apenas a pessoa ou as pessoas que irão participar das fotos.

Diminuindo a circulação de pessoas e aumentando os espaço para fotografar, nos sentimos mais seguros para utilizar mais o ambiente em nossas fotos, trabalhando diferentes composições e direção de pessoas.

Converse com o casal ou família que será fotografada, encontre um local interessante que renda ótimas fotos, mas que também seja tranquilo e aberto, diminuíndo a chance de pegar Covid.

Dica 4 – Seja empático e não negacionista

Tente entender o lado das outras pessoas e não entre em conflitos que podem ser evitados. O seu cliente está receoso em ser fotografado agora, espere até estar confiante. Neste intervalo, envie dicas e fotos de outros ensaios, criando, no cliente, a vontade de ser  fotografado.

Se o município está com chances de entrar em colapso com relação à oxigênio e UTIs, tome a iniciativa de conversar com seu cliente e remarcar quando a situação melhorar.

Muitas vezes esperamos que os outros entendam as nossas dores, lutas e preocupações, mas precisamos também entender o que os outros estão passando.

Ajude no que for necessário, peça ajuda na necessidade, não ache que a pandemia não existe, já são 350.000 vidas que se perderam, famílias abaladas, pessoas sem esperança.

Estamos passando por um momento histórico e triste, mas ao olhar o passado, a humanidade conseguirá se reerguer. Se podemos colaborar de alguma forma para que as pessoas permaneçam com saúde e que vidas sejam poupadas, então é algo que vale a pena.

Enquanto isso lave muito bem as mãos, passe álcool-gel, use máscara e permaneça bem. Tenho esperança de que as coisas vão melhorar e eu estarei aqui, pronto para registrar a continuidade da sua vida após esse período tão turbulento.

19 Abr 2021

4 Dicas Para Fotografar (De Forma Segura) Na Pandemia

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

casais casal casamento covid fotografia noivado pandemia

Quem viu também curtiu

04 de Mar de 2019

Dicas Para O Ensaio Fotográfico Perfeito

29 de Mai de 2019

Alívio do Stress (Pré Casamento) Por Meio dos Alimentos

07 de Mai de 2019

3 motivos para você não contratar um fotógrafo!